3 Astróloga aponta quais cores de esmalte combinam com cada signo

Assim como seu signo, a cor do esmalte também pode dizer muito sobre você. A top astróloga Susan Miller dá dicas de como escolher o tom ideal de acordo com seu horóscopo. Confira:



Aquário (de 20 de janeiro a 18 de fevereiro)

"Há uma criança dentro das aquarianas. Elas são as primeiras a tentar quebrar as regras", diz Miller. Então, abuse de tons vibrantes como o Fluors, da Impala, ou Lemon-Lime Twist, da OPI. Afinal, nem sempre as cores sérias são sinônimo de beleza, não é?



Peixes (de 19 de fevereiro a 20 de março)

Seu principal elemento é a água, então abuse dos tons náuticos, pisciana, como o Marinho, da Colorama, ou o Azul Satin, da Impala, que permitirão à você exibir sua feminilidade com discrição.




Áries (de 21 de março a 19 de abril)

“As arianas gostam de um drama”, diz a astróloga. Regidas pelo elemento fogo, as mulheres de Áries podem exprimir sua personalidade usando cores em tons de vermelho, como o Goiaba, da Avon, e o  Maybelline 490.



Touro (de 20 de abril a 20 de maio)

As taurinas preferem os tons pasteis, mas isso não quer dizer que também não possa abusar de cores mais ousadas como o Madame, da Impala, e o Rosa Queimado, da  Iris Stefanelli by Impala.






 

Gêmeos (de 21 de maio a 20 de junho)
De todo o zodíaco, as geminianas são as que mais gostam de escrever – e, por isso, têm um grande problema: as unhas ficam todas descascadas de tanto digitar. Para disfarçar esses ‘defeitos’, nada melhor do que usar cores claras, como o Vida, da Risqué, e o Rosa Chá, da Colorama.




Câncer (de 21 de junho a 22 de julho)

As mulheres de Câncer, em sua maioria, gostam de curtir a noite. Para continuar brilhando depois de horas de balada, use cores em tons de prata, como o Luxo, de Ana Hickmann, e o Prata Holográfico, da Hits Speciallitá.




Leão (de 23 de julho a 22 de augusto)

As leoninas orgulham-se de ser sempre fashion e, ao mesmo tempo, clássicas. Para manter a elegância, a dica é usar unhas curtas e arredondadas, em tons de chocolate, como o Café creme, da Impala, e o Frisson!, da Ana Hickman.



Virgem (de 23 de agosto a 22 de setembro)

Sempre práticas, as virginianas precisam usar esmaltes resistentes e em cores neutras. A dica é usar o Capuccino, da Colorama, e o Particulière, da Chanel.





Libra (de 23 de setembro a 22 de outubro)

“As librianas são as 'árbitras' do bom gosto. Elas adoram coisas novas”, diz Miller. Demonstre que você é destemida em relação à moda e use o Diamante roxo, da Risqué, ou o Noite Quente, da Colorama.



Escorpião (de 23 de outubro a 21 de novembro)

Audaciosas, as mulheres de Escorpião não hesitam em usar cores ousadas durante o ano inteiro. Mostre este seu lado sexy com o Rubi Metálico, da Risqué, ou o Sophia, da Impala. Ambos podem ser usados tanto para arrasar na noite quanto para trabalhar.



Sagitário (de 22 de novembro a 21 de dezembro)

Com espírito viajante, as sagitarianas preferem cores mais discretas que vão durar por mais tempo, segundo a astróloga Susan Miller. Antes de embarcar em sua próxima viagem, opte pelo Le Vernis, da Lancôme (desenvolvido para durar mais tempo), ou pelo Citrino Nude, da Risqué.




Capricórnio (de 22 de dezembro a 19 de janeiro)

O que atrai as capricornianas é o clássico. Para manter o look elegante e – por que não? - atrevido, tente usar unhas curtas em tons verde-caçador, como o Joana D'Arc, da La Pogee, ou o Santo Luxo, da Impala. 


Fonte: Site GNT

0 Batom e unhas vermelhas nunca saem de moda

Um clássico que resiste às mudanças de tendência tão comuns na moda. O vermelho tem sempre o seu lugar cativo, em batons e esmaltes.

O glamouroso batom vermelho
É comum as mulheres terem dificuldade de usar o batom vermelho por ser uma cor muito marcante. “Esse batom indica feminilidade e personalidade forte”, acredita o maquiador Lázaro Lambertucci. “Tem que ter atitude para segurar”.

Truques para aplicar o batom
“Sempre passar hidratante labial. O vermelho destaca as rachaduras da boca”, explica. O lápis de boca entra em cena. “Contornar a boca ajuda para o batom não ultrapassar o limite do lábio”. Outra dica é usar o pincel, que deixa mais uniforme e com traçado perfeito.

O resto da maquiagem é simples: “pode ser um olho em tons neutros, como o preto e marrom. Acho mais bacana uma pele natural e máscara de cílios. Para não pecar, faça menos”.

As melhores cores para você
Para achar o batom vermelho perfeito, observe a tonalidade da sua pele. E experimente muito. As recomendações de Lázaro:

Pele clara: “um vermelho mais seco, puxado para o sangue, e fosco”.
Pele morena: "vermelhos com tons de cereja, ou misturado com rosa, melancia, romã”.
Pele negra: “cores mais vibrantes e escuras, como o bordô, e com brilhos”.

Bocas carnudas ficam melhores sem brilho. Estes ficam reservados àquelas com lábios mais finos.

Unhas lindas e chiques
As unhas vermelhas, apesar da profusão de cores de esmalte, continua entre as mais pedidas dos salões. Nada de deixá-las enormes. “Tem que ter equilíbrio. Uma unha muito grande não é elegante”. Para exibi-las, tenha cuidado com as mãos. “A pele deve estar bem cuidada e a cutícula, bem feita”.

Fonte: site GNT

1 Comprinhas...

Amo uma farmácia! Não pelos medicamentos, mas pelos cosméticos que encontramos nela.  Passando por uma não resisti e comprei umas coisinhas...Desses produtos só tinha usado os sabonetes Phebo ( que eu adoro!!!), os demais foram para experimentar mesmo.

Gosto de colocar sabonetes antibacterianos para lavar as mãos e sempre usei o Protex. Para minha decepção, o sabonete Lifebuoy não possui a mesma durabilidade do Protex (ainda não usei o Dettol), se desmancha com muita facilidade depois de molhado e fica aquela  coisa lambuzada na pia, definitivamente não gostei... Um produto que me surpreendeu pela eficácia foi o desodorante roll-on Garnier. Amei essas duas fragrâncias (principalmente a soft) e com certeza vou usá-lo daqui pra frente, muito bom!!!
O talco Granado uso quando coloco sapatos fechados e sua qualidade já é conhecida, portanto, só tenho elogios.


2 Impala - Gavoa

Adoro a cor desse esmalte!!! Coloquei um glitter por cima (furta cor)


0 Acne, você não me pertence!!!

O que fazer quando as espinhas voltam a surgir e você já está com 30 ou 40 anos? Confira algumas dicas!
 
A questão hormonal e o aumento na    produção de sebo, associado à obstrução dos poros, são as principais razões para o surgimento das indesejadas espinhas.
O sebo natural da pele, quando produzido de forma regulada, é bom, pois atua como lubrificante natural da pele, mas quando produzido em excesso, obstrui o canal de escoamento das glândulas, inflamando-as e surgindo a acne.
Os principais fatores causadores da acne são: dietas ricas em gordura, problemas hormonais, emocionais, contraceptivos, stress, baixa imunidade, comidas enlatadas, poluição e excesso de exposição solar.
O uso de cosméticos inapropriados para o tipo de pele também podem resultar em acnes. Por exemplo, se você tem uma pele mais oleosa, não deve usar produtos em creme, e sim em gel ou loção. Entretanto, o importante é manter a higienização adequada da pele, fazendo com que os poros fiquem livres das impurezas do ar, reduzindo a quantidade de sebo e consequentemente a produção de acnes.
Quando surgir uma acne em uma mulher madura, o ideal é consultar um especialista, pois o problema pode ser proveniente de mudanças hormonais, o que requer tratamentos especiais.
Para evitar a acne, siga as dicas:
  •  Não se esqueça de retirar a maquiagem antes de dormir; 
  •  Higienize a pele pela manhã e à noite, use um demaquilante em gel ou loção com um algoodão para retirar as impurezas e depois uma loção adstringente para retirar o excesso de oleosidade.
  •  Faça limpeza de pele uma vez por mês; 
  • Faça uma esfoliação caseira uma vez por semana. Ao aplicar o produto, faça leves movimentos circulares.
  • Use shampoo para controlar a oleosidade do cabelo, o óleo presente no couro cabeludo escorre sobre a testa deixando-a mais oleosa;
  • Evite a franja caindo sobre a testa. O rosto fica abafado, dificultando a respiração da pele o que aumenta a oleosidade da pele;
  • Beba de um a dois litros de água por dia, isso a manterá hidratada e auxiliará na saúde da pele;
  • Mantenha uma alimentação saudável, coma frutas, vegetais e verduras para limpar o organismo e melhorar seu funcionamento;
  • Use produtos adequados para sei tipo de pele; - Use produtos sem álcool e a base de gel ou loção;
  • Evite o stress, faça atividades esportivas;
  • Evite a contaminação da pele, para secar o rosto, use toalhas de papel;
  • Não esprema os cravos e espinhas, porque pode espalhar a infecção e deixar cicatrizes;
  • Use cosméticos hipoalergênicos e que não contenham óleo;
  • Use sabonetes neutros.
Anote as dicas e diga adeus para as espinhas! 

Fonte: site Corpo a corpo

0 Guia do blush: veja dicas para usar o produto de acordo com seu rosto

O blush é parte imprescindível do processo de maquiagem. É ele que vai dar cor às maçãs do rosto e um aspecto mais saudável ao visual. Mas você sabe a maneira mais adequada de utilizá-lo? Para cada variação de rosto e pele há uma forma mais indicada de passar o blush.  Veja abaixo as dicas do maquiador Maurício Nazário e experimente!

Aprenda a aplicar o blush de acordo com o formato do rosto
Aprenda a aplicar o blush de acordo com a cor da pele
Aprenda a aplicar o blush de acordo com a cor do cabelo
Como aplicar o iluminador: sempre acima das maçãs do rosto
Arte: Fernanda Colodetti
Texto: Mariana Bradford

Pincéis e diferentes texturas do blush: saiba o momento certo de usar cada tipo

Veja mais dicas do maquiador Maurício Nazário para usar o blush:


- Se você não está fazendo nenhum trabalho conceitual, só carregue no blush à noite – em festas, por exemplo. Evite o tom forte durante dia. O princípio básico da maquiagem é “olho tudo, boca nada; boca tudo, olho nada”. A mesma coisa vale para o blush. Só uma referência deve chamar atenção no rosto: ou a pele, ou a boca ou os olhos.

- Depois de aplicar o blush, com o pincel ainda sujo, tonalize o rosto passando um pouquinho no nariz, no queixo, nas têmporas e na testa. Tome muito cuidado pra não criar mais cor.

- A maquiagem ideal é aquela que faz você se sentir bem. Assuma seu estilo, use o que gosta. Algumas técnicas podem ajudar, mas nada impede que uma pessoa de pele amarelada use um blush pêssego ou alaranjado, por exemplo. Se a pessoa se sente bem, deve usar!
Fonte: site GNT - Globo.com

0 Não deixe que as estrias causem constrangimento

Algumas pessoas estão sempre tentando esconder partes do corpo, especialmente quando vão a locais públicos, como praias.

E não é o caso de serem contrárias ao exibicionismo. É porque muitas convivem com estrias.

De acordo com a dermatologista Maria de Lourdes Camacho Viscardi, praticamente todos têm um pouco dessas lesões.

“Ocorrem, principalmente, na puberdade, atingindo predominantemente o sexo feminino (60%) em comparação com o masculino (40%)”, afirma a especialista.

A médica aponta, ainda, que as estrias costumam aparecer em gestantes, pessoas obesas, que sofrem da síndrome de Cushing (produção em excesso de cortisol pelas glândulas supra-renais) e aquelas que fazem exercícios de musculação onde ocorre rapidamente aumento da musculatura.
O aumento de peso (inclusive o chamado efeito sanfona) e de massa muscular são responsáveis pela chamada hiperextensibilidade da pele, o que acaba levando à formação de estrias. Mas, essas não são as únicas causas.

“Os corticosteroides endógenos (hormônios) ou exógenos (medicamentos) parecem ter grande influência”, afirma Maria de Lourdes.

Conheça as diferenças entre os dois tipos de estria

Visualmente, as estrias aparecem ora mais claras, ora com coloração mais escurecida ou avermelhada.

De acordo com a dermatologista Maria de Lourdes Camacho Viscardi, essas são características das chamadas estrias atróficas, que formam faixas de enrugamento e atrofia na pele.

“A princípio, são arroxeadas e, depois, ligeiramente despigmentadas (sem cor), mais claras que a pele. Essas são as estrias mais antigas”, explica a especialista.

Sobre a localização dessas estrias, a médica aponta:

“nos jovens, ocorrem principalmente nas costas e coxas. Na gravidez, são mais observadas nas partes laterais e anterior do abdômen, coxas e mamas. Nas doenças endócrinas acompanhadas de obesidade, surgem também no abdômen, nas nádegas, coxas e pregas axilares. Pelo exercício de musculação, geralmente aparecem nos braços, axilas e costas”.

Outro tipo de estria é o causado pela síndrome de Cushing. Essas, de acordo com Maria de Lourdes, são mais largas e mais amplamente distribuídas, podendo envolver várias regiões, inclusive o rosto.
Opções de tratamento para estrias

Estrias não têm cura, mas existem tratamentos que podem amenizar o problema.

E mais, “quanto mais nova a estria, melhor resposta ao tratamento”, afirma a dermatologista Maria de Lourdes Camacho Viscardi, que aponta algumas alternativas:

-Tratamento tópico, com cremes, tem excelente resultado, assim como peelings químicos. Ambos podem ser associados, aumentando a resposta e acelerando o resultado;
- Microdermoabrasão, um tipo de esfoliação da pele. Pode também ser associada ao peeling, acelerando a resposta e proporcionando ótimos resultados;
- Luz Intensa Pulsada (emissão de fachos de luz sobre a pele, mais fracos do que laser), também funciona bem.

É muito importante ter sempre o acompanhamento de um especialista para qualquer que seja o procedimento e a dermatologista lembra que a resposta à terapia varia para cada um.

Enquanto alguns conseguem resultados apenas com cremes, outros precisam juntar mais de um tratamento.

“Mas todos, se tiverem dedicação, com certeza ficarão satisfeitos com resultados”.

Fonte: Site Universo da Mulher

0 Remover tatuagem com laser

Novas gerações de laser tranquilizam tatuados arrependidos
Tecnologia atual permite remoção de tatuagem sem cicatriz e ainda é recomendada para remover pigmentos responsáveis por desencadear alergias.
Remover tatuagens há seis anos era um procedimento extremamente difícil. As técnicas existentes raramente conseguiam eliminar completamente os desenhos e com frequência deixavam cicatrizes e até quelóides. Com o avanço da tecnologia em diferentes áreas da medicina, especialmente nos aparelhos de laser utilizados por dermatologistas, é possível a remoção dessas imagens de forma mais precisa e com muito menor risco de sequelas.

Atualmente, os equipamentos de laser emitem pulsos de luz —conhecidos como disparos— de forma tão rápida que o calor gerado pela absorção seletiva da luz pelo pigmento (tatuagens e manchas) é dissipado antes que ocorra lesão da pele. “Com a tecnologia disponível hoje, menos de 5% dos casos evoluem para cicatrizes e quando isso ocorre, normalmente, estão correlacionadas com a propensão genética da pessoa ou a inadequados cuidados pré e pós a aplicação do laser”, afirma Daniel Gontijo, dermatologista da Allora Laser, uma das maiores clínicas de laser de Minas Gerais.
Gontijo explica que existem vários modelos de aparelhos de laser indicados para a remoção de tatuagens, mas, como o procedimento pode ser complexo, nem todos os dermatologistas o realizam. Além disso, nem todas as clínicas disponibilizam aparelhos com maior eficácia para tatuagens coloridas. “Ainda existe muita falta de informação. A maioria das pessoas acha que não há como remover tatuagens sem deixar cicatrizes. Falta atualização até dos médicos, que desconhecem os avanços tecnológicos”, ressalta. A Allora destaca-se nesse mercado por possuir a maior rede de dermatologistas credenciados, aproximadamente 100 profissionais, e as melhores tecnologias em laser existentes.
De acordo com Gontijo, a remoção ainda é um processo doloroso e que custa em média quatro vezes mais do que fazer a tatuagem. “Para aumentar a tolerância do paciente, podemos aplicar anestesia em creme ou injeção, chamada de infiltração”, informa. Ele ainda esclarece que “quanto melhor a tatuagem, pior é o resultado da remoção, pois essas tatuagens são carregadas em pigmentos organometálicos, mais resistentes ao laser”.

As tatuagens pretas, homogêneas, foscas e com traços finos, são as mais fáceis de serem removidas. Já as amarelas, verdes, vermelhas ou com tons de pele são mais difíceis e ainda podem mudar de cor durante o processo. “Há uma variabilidade muito grande de tons e misturas, por isso, para responder à expectativa do paciente de maneira mais criteriosa, é necessária uma avaliação com o dermatologista, que pode ainda indicar e fazer testes em pequenas áreas da tatuagem”. O dermatologista informa ainda que, em alguns casos, só é possível remover a tatuagem em aproximadamente 85%.
De maneira geral, a indicação mínima para a remoção é de cinco sessões, uma a cada seis semanas. “O laser fragmenta os pigmentos em partículas menores que serão eliminadas pelo próprio organismo. Como a resposta é individual e variável, é necessário esse intervalo entre as sessões”, diz Gontijo.
Para a realização do procedimento a pele não pode estar bronzeada e os homens devem depilar as áreas com pêlos para evitar que eles também absorvam a luz do laser e sejam eliminados permanentemente provocando falhas.
Uma nova tecnologia pode facilitar a vida de futuros arrependidos. Uma tinta especial para tatuagem que pode ser removida com apenas três aplicações de laser está em fase de testes nos Estados Unidos.

Riscos da tatuagem
Sazonalidade do desenho, conflitos em relacionamentos, motivos profissionais, frustração e insatisfação com o resultado, podem acarretar algum tipo de arrependimento e a busca pela remoção da tatuagem. Além da questão emocional, as tatuagens expõem as pessoas ao risco de desenvolverem alergias e cicatrizes, bem como de contaminação por bactérias e vírus, como os transmissores de hepatite e AIDS.
É comum o tatuado desenvolver uma alergia aos pigmentos da tatuagem, que se desenvolve em forma de erupções ou inflamações. Nesse caso, o processo alérgico está relacionado ao pigmento e ao sistema imunológico e independe do tamanho e da quantidade do pigmento. Não há como prever a sensibilidade, pois ela só é percebida depois que a tatuagem já ganhou forma, devido à absorção da tinta. Os pigmentos verde e vermelho são os que mais acarretam essa reação. Quando o caso não se complica, o tratamento é à base de cremes com corticoide de uso local ou injetável e aplicação permanente de hidratantes específicos para restaurar a textura da pele. Cerca de 80% dos casos podem ser solucionados se o paciente colaborar e seguir corretamente o tratamento recomendado pelo dermatologista. Depois de controlada a reação inflamatória, o laser pode ser usado para remover o pigmento, interrompendo assim o estímulo alérgico. 

Fonte: Site Toque feminino

1 Aplique de franja

As franjas estão em alta, mas nem todas as mulheres tem coragem para aderir à nova moda. Felizmente existe uma saída, adotada por beldades como a atriz Fernanda Vasconcelos, o aplique de franja!
Entre na moda sem enfrentar a tesoura!

A franja está reinando absoluta nos looks das mulheres mais estilosas e antenadas.
Muitas famosas já aderiram ao visual. Carol Castro, Carolina Dieckman, Daniele Suzuki e Débora Falabella, dentre outras, passaram a tesoura nos cabelos e exibem estilosas franjinhas na TV.
A franja dá um charme a mais para qualquer corte de cabelo e é a grande sacada da estação. Mas é preciso ficar atenta, pois cada formato de rosto pede um modelo de franja diferente. “É preciso adequar a moda ao seu tipo físico para depois não se arrepender do corte”, ressalta o hair stylist Ruben Navarro, da rede Walter’s Coiffeur. “Muitas mulheres querem experimentar o novo visual, mas chegam a suar frio quando pensam no corte, pois têm medo de ficar ruim e não poder voltar atrás. Nestes casos, recomendo o aplique de franja.” – completa.
Os apliques de franja ficam super naturais e são uma carta na manga para quem deseja uma mudança reversível. A Di Milesi possui apliques de cabelos naturais, em todos os tons de cabelos. “É perfeito, pois a mulher tem a opção de colocá-la e retirá-la quando quiser. Como o cabelo é natural, ela pode secar, fazer baby liss, deixar a franja como se fosse sua.” – ressalta Aline, gerente das lojas.

Fonte: Site Toque feminino

2 MOHDA - Macaquinho

A qualidade do esmalte MOHDA é muito boa! Por duas vezes eu retoquei o esmalte, que ficou com umas estrias pois já tinha secado. Mas para minha surpresa, quando o retoque secou ficou sem marca alguma, lisinho. Ótima cobertura! Linda cor!


0 Como fazer os cosméticos durarem mais!

Se você não abre mão de se maquiar ou passar perfume todos os dias, conheça os truques dos profissionais para fazer os cosméticos renderem mais

 Não encha o rímel de ar

Evite ficar colocando e tirando a escovinha do tubo, pois esse movimento injeta ar, ressecando o rímel. Se passar um pouco de pó compacto nos cílios antes do produto, terá muito mais volume usando menos rímel. Bom, né?

Use pincéis sempre secos

Certifique-se de que suas mãos estejam limpas se for aplicar pó, base ou sombra usando os dedos. Se preferir usar um pincel, lave-o quinzenalmente com sabonete neutro. Ah, e nada de passá-lo ainda úmido na maquiagem!

Lave a esponja do pó

Com o uso contínuo, a esponjinha vai ficando escura e pode até apresentar um cheiro desagradável depois de um tempo. Para deixá-la como nova, lave-a usando sabonete neutro e deixe secando ao sol. Isso evita a contaminação por bactérias e aumenta a vida útil do pó compacto.

Umedeça em soro fisiológico

Sua sombra em pó permanecerá tão firme quanto no momento em que foi passada se você molhar o pincel de aplicação em soro fisiológico antes do uso. Segundo os maquiadores profissionais, esse recurso prolonga a manutenção da cor e do brilho durante o dia todo!

Passe batom de boca fechada

Você abre a boca para passar batom? Se a resposta é positiva, saiba que seu método de aplicação gasta muito mais produto. Aplique batom com a boca fechada e economize produto para fazer outros makes incríveis!

Umedeça em soro fisiológico

Sua sombra em pó permanecerá tão firme quanto no momento em que foi passada se você molhar o pincel de aplicação em soro fisiológico antes do uso. Segundo os maquiadores profissionais, esse recurso prolonga a manutenção da cor e do brilho durante o dia todo!

Mantenha o cheiro do hidratante

Se você mora em uma região do país onde faz muito calor, sempre guarde seu creme hidratante na geladeira. Dessa forma, o cheiro dele continuará tão fresquinho quanto no dia em que saiu da loja.

Faça o xampu render

Para o xampu durar mais tempo, evite deixar o frasco aberto enquanto se ensaboa. Com essa medida aparentemente boba, você impede que a essência evapore. E não use mais do que o equivalente a uma moeda de R$ 0,50 para lavar o couro cabeludo.

Prolongue o efeito do perfume

Para que a essência do perfume dure mais tempo, molhe um pequeno pedaço de algodão com a fragrância e prenda-o no sutiã, entre os seios. O bom é que sua lingerie ficará tão cheirosa quanto você!

Economize demaquilante e removedor

Ao retirar a maquiagem, não pingue o demaquilante diretamente no algodão. Primeiro, umedeça um chumaço com água e só então aplique o produto. Faça o mesmo com o removedor de esmaltes. Com isso, a primeira absorção do algodão será de água!

Deixe o lápis de olhos na geladeira

Coloque o lápis de olhos na geladeira por uns 10 minutos antes de começar sua maquiagem e tire só quando for usar. Dessa maneira, o traço sai mais fino, fazendo você gastar menos produto do que o necessário.

Deslize gelo pelo rosto

O segredo da maquiagem que dura o dia todo está na aplicação: antes de começar o make, passe uma pedrinha de gelo no rosto e observe como as cores não desbotam ao longo do dia! Essa dica vale somente para produtos à prova d'água. 

Fonte: Site M de Mulher


0 + uma comprinha...

Esses esmaltes da Big Universo eu já estava atrás há algum tempo...
Os da Top Beauty vieram por conveniência....rsrsrs

Acqua, Urano, Amizade (glitter furta cor) e Neon.
Eu particularmente adoro o glitter da Top Beauty, são bem delicados e imperceptíveis ao toque nas unhas, sem falar no furta cor que também sou fã, adoro!!! Os esmaltes da Top Beauty custaram R$ 1,00 cada.

Passei o glitter por cima do Azulle, ficou lindo!!!



4 Ludurana - Azulle

Hoje, pra comemorar o meu aniversário, o escolhido foi esse!


Pintei as unhas numa corrente de ar, o que provocou algumas bolinhas no esmalte...
A cor é linda! Um misto de azul e lilás

0 Mais esmaltes...

Toda vez que saio compro mais esmaltes...Esses estavam bem em conta - Dote e Cinco a R$ 1,20 e Ludurana a R$ 1,25 (comprei 2 Azulle - esqueci de incluir na foto...)


Minha coleção atual está em 412 esmaltes...(sem contar com as bases e coberturas)

1 Comprinhas de esmaltes...

Já estou no Rio de janeiro, cheguei na segunda, dia 13. Vim passar uns dias na casa da mamy e comemorar meu aniversário (dia 18/09) por aqui. O comércio do Rio é ótimo! (bem diferente de Brasília...) Ontem fui passear no calçadão de Campo Grande e não resisti...comprei mais  esmaltes. Os Jubby estavam a 0,99, os da Eliana a 1,89 e os Impala Gloss a 2,50.

                                                                      Linha CHROME

Jubby
 Todos são perolados (vejam detalhes das cores)

Turim e Encanto

Verde raro e Doce momento

3 Passe Nati - Close

Esse foi o escolhido da vez...


Lindíssimo!!!

0 São muito parecidos...

Essas cores ao vivo são realmente muito parecidas, quase iguais...

Verde Chic (Passe Nati) e Pistache (Elke)


Close (Passe Nati) e Acqua (Elke)


Com certeza outras cores também são semelhantes, como por exemplo o New York (Ana Hickmann) e o
Aurora Boreal (Elke). Assim que der faço uma busca entre todos os parecidos que possuo.

1 Mais esmaltes Elke...

Comprei mais esses 3 nas Lojas Americanas...(R$ 2,29)


Escapadinha, E-mail e Acqua
(agora estou atrás do orkut, Carmim e Cereja)

0 15 questões sobre creme anti-idade

Em algum momento da vida, você percebe que o rosto já não está tão lisinho como antes. Para dar um break nos estragos do tempo (ou adiar ao máximo o aparecimento desses inevitáveis sinais), é fundamental saber do que a sua pele precisa. 

1. Quando é preciso se preocupar com o envelhecimento da pele?
A ruga se forma nas camadas mais profundas da pele muito antes de aparecer no rosto — e é claro que ficará visível com o passar dos anos. “Por isso, quanto mais cedo começarem os cuidados, melhor será a conservação do bom estado das células, o que retarda o envelhecimento”, afirma o dermatologista Omar Lupi, do Rio de Janeiro, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Mas, antes de iniciar, é preciso fazer uma avaliação completa. “Os fatores genéticos e os hábitos de vida vão determinar o que a pessoa deve usar”, alerta Lupi.

2. Quais são os produtos fundamentais para prevenir os sinais do tempo? A partir de que idade devem ser adotados?
O ideal é passar o fotoprotetor desde criança. Aos 20 anos, você já tomou todo o sol a que tinha direito, dizem os dermatos. Portanto, é essencial o uso diário do filtro no rosto e — importante! — no dorso das mãos. “De dia, aplique hidratante com FPS 20. Ao se expor ao sol em praia e piscina, escolha um que tenha no mínimo FPS 30”, aconselha Lupi. Invista também em fórmulas com retinol, antioxidantes e vitaminas C e E.

3. Em que faixa etária o cuidado passa da prevenção para a correção?
Entre os 35 e 40 anos, os sinais começam a ficar evidentes, principalmente ao redor de olhos e lábios. É nessa faixa etária que devem se iniciar os cuidados de reparação dos danos. O segredo é escolher formulações com ingredientes que estimulem a produção de colágeno, como retinol e peptídeos, além do uso diário de filtro solar. “Assim, você ameniza as marcas já existentes e evita o aparecimento de novas”, ressalta Lupi.

4. O que acontece se alguém de 25 anos usa um anti-idade potente?
Na melhor das hipóteses, não vai dar resultado nenhum, pois não há rugas e flacidez para combater. “Esses produtos devem ser aplicados conforme a necessidade. Aos 25 anos, mesmo que você fique intensamente exposta aos agressores externos, aconselho apenas a seguir os passos preventivos, como limpar, hidratar e proteger-se do sol”, explica Emiro Khury, consultor em desenvolvimento de cosméticos. Os cremes mais potentes, na maioria das vezes, são densos e concentrados e, por isso, prescritos para pessoas acima de 50 anos. Além de não oferecer benefício algum, a utilização inadequada desses produtos pode desencadear reações adversas. “Em casos mais extremos, há o risco de aparecerem irritações, acne, manchas e até cicatrizes”, alerta o dermatologista Adilson Costa, de São Paulo.

5. Para que serve um sérum?
Esse é o nome que as empresas costumam dar a um cosmético com textura fluida, mas altamente concentrada. “É nele que se encontram as maiores doses de ativos, como preenchedores, filtros solares, exfoliantes e hidratantes”, explica Khury. Geralmente, é usado antes de um antirrugas. “Ele hidrata, forma um filme agradável, não é oleoso e potencializa a ação do produto que você passa depois”, completa Maria Del Carmen Velazquez, diretora científica da Chemyunion, uma empresa fabricante de matérias-primas cosméticas e farmacêuticas.

6. É possível associar o sérum de uma marca ao hidratante de outra?
Sim, sem problema. Na prática, não há nada de errado em usar marcas diferentes, mas a maioria das empresas tem produtos de uma mesma linha, com ativos compatíveis que agem em sinergia, otimizando o tratamento. “O que não recomendamos é mis turar cosméticos semelhantes ou com a mesma finalidade, como dois hidratantes ou dois filtros solares. Isso pode causar saturação e desconforto na pele”, avisa Emiro Khuri.

7. O que fazer para tratar as rugas e a acne ao mesmo tempo?
A melhor opção é cuidar de um problema de cada vez. “Primeiro, tratamos a acne, pois grande parte dos anti-idade tem uma base oleosa e densa, além de princípios irritativos”, destaca Adilson Costa. No máximo, podemos associar os tratamentos, usando a prescrição para a acne pela manhã e, à noite, aplicando um sérum, que é bem leve e livre de óleo.

8. Cremes noturnos funcionam?
Há quem diga que é melhor deixar as células em paz durante o sono. Mas, com tantas agressões sofridas durante o dia, é importante dar uma atenção especial à pele nesse período. Lavar e tonificar são os primeiros passos para retirar as impurezas. Em seguida, vem o antissinais noturno, de acordo com a necessidade. Esse tipo de creme geralmente é composto de ingredientes que retêm a água, estimulam a regeneração celular e recuperam o volume e a densidade (por exemplo, ácido hialurônico, extratos vegetais e glicosaminoglicanas). “Durante a noite, pode-se usar substâncias que causariam irritações e alergias em contato com o sol. É ainda nesse intervalo que acontece a regeneração celular e o metabolismo das células está a mil. Assim o organismo aproveita melhor o que é aplicado não só no rosto mas também no corpo todo”, explica a dermatologista Shirley Borelli, de São Paulo.

9. Quanto mais creme aplicado, melhor o resultado?
Aqui, vale a lei do menos é mais. “A diferença está na concentração dos princípios ativos e não na quantidade de produto”, afirma Omar Lupi. Além disso, a overdose pode obstruir os poros e causar a acne. E não se deve exagerar também na quantidade de produtos que se aplica no rosto. “É preciso ter bastante bom senso. Às vezes, o uso de um único creme específico, prescrito para o tipo de pele e problema, é mais eficiente do que um arsenal imenso”, recomenda Costa.

10. Há algum problema em trocar de marca regularmente?
De modo geral, não, mas evite mudar o tempo todo, tipo um a cada semana. A adaptação ao produto demora um mês e é depois desse período que ele começa a fazer efeito. “Aconselho o uso do mesmo creme por, no mínimo, três meses consecutivos. É o tempo que a pele precisa para se renovar completamente”, esclarece Lupi. Mas, para ter essa disciplina, a textura do produto é determinante: ele deve ser agradável, fluido e de fácil manipulação.

11. Dá para usar o creme diurno à noite, ou vice-versa?
Se o cosmético não tem recomendações do tipo dia ou noite ou com FPS, não há problema. Caso contrário, é melhor optar por produtos específicos e focar-se na sua função essencial: acelerar a regeneração celular. “Os clareadores, por exemplo, são formulados com substâncias fotossensibilizantes, o que pode causar sérias irritações se passados durante o dia”, comenta Omar Lupi. Os cremes noturnos têm outro agravante que compromete o uso durante o dia: por não conter FPS, é preciso reforçar a proteção com um produto específico.

12. Existe um modo ideal de aplicação?
Em movimentos circulares, começando pelo alto da testa e pela parte central do rosto e indo em direção às laterais. “O importante é aplicar o creme com cuidado e não como se estivesse passando manteiga no pão. Massageie a pele, com uma leve fricção, para que haja a melhor absorção do produto”, recomenda Shirley Borelli. Além disso, a vasodilatação causada pelo contato dos dedos tem uma ação drenante, o que diminui os inchaços no rosto.

13. Quais os ativos indicados para tratar manchas causadas pelo envelhecimento?
Os clareadores não são muito eficientes para cuidar desse tipo de mancha. Eles apenas amenizam a aparência da marca e deixam a pele mais luminosa graças à presença de ingredientes como a vitamina C e a hidroquinona. Para um resultado mais eficaz, é preciso reforçar o tratamento com lasers. “A luz intensa pulsada, na maioria das vezes, é o procedimento mais indicado”, defende Adilson Costa. O uso de um filtro solar potente é fundamental para que a marca não piore ainda mais.

14. Um creme anti- idade pode competir com os procedimentos dermatológicos?
Não. Um complementa a ação do outro. As injeções de toxina botulínica, por exemplo, não têm nenhuma influência sobre a qualidade da pele — são os cremes que cumprem esse papel. “Eles não têm a capacidade de parar o tempo. Em alguns casos, conseguem reverter problemas de envelhecimento e flacidez, mas só quando associados à aplicação de lasers e ácidos”, alerta Shirley Borelli.

15. Quais os melhores ativos para cada faixa etária?
Dos 20 aos 30 anos, o ideal é se prevenir com hidratantes à base de vitaminas C e E, ácido hialurônico, ômegas 3 e 6, extratos de frutas, antioxidantes (polifenóis, ácido ferúlico e coffeeberry), anti-inflamatórios (extratos de plantas e algas, complexos que agem no DNA), ácido glicólico e retinol. Dos 30 aos 40, as fórmulas devem ter esses mesmos agentes, mais os peptídeos, ativos antiglicação (como carnosina) e ácidos hialurônico e retinoico. Dos 40 aos 50, é a hora de resgatar a firmeza e combater as manchas, associando o uso de antioxidantes a ativos despigmentantes (hidroquinona, ácido kójico, licorice), ácido retinoico e ingredientes revitalizantes, como orquídea, células-tronco vegetais e vitamina C. Dos 50 em diante, o desafio é resgatar a densidade investindo nos mesmos ativos da faixa dos 40 anos, acrescidos de extrato de soja e ácidos graxos essenciais.

Fonte: Site Elle

0 Desvendando mitos sobre a pele oleosa

Você sofre com oleosidade em excesso? Pois saiba que não está sozinha: no Brasil, esse é um problema comum a nada menos que 70% das pessoas com idade até 24 anos. Nessa fase, os meninos são os mais afetados. Depois dos 35, a porcentagem de "sofredores" cai para 30%. Só que, diferentemente da adolescência, na fase adulta a pele oleosa é mais comum em nós, mulheres. Para saber se você também faz parte desse contingente, faça uma boa avaliação na frente do espelho, respondendo:

1. Há regiões da sua face que brilham, como a ponta do nariz ou a testa?
2.Você consegue ver cravos pretos ou espinhas?
3. Seus poros são largos?

Caso tenha dito sim às perguntas anteriores, bem-vinda ao clube! É verdade que todos esses fatores são determinados geneticamente. Mas há muito o que fazer para controlar e diminuir a produção das glândulas sebáceas - vilãs da história. Para descobrir o melhor caminho, levamos as dúvidas mais comuns a um time de experts.
Hidratantes deixam a pele ainda mais brilhante?
Não. Se a sua fica mais oleosa após o uso desse tipo de cosmético, provavelmente você está aplicando produtos errados, que levam óleo na fórmula. "Procure hidratantes formulados especificamente para o seu tipo de pele. Eles se apresentam, geralmente, como gel-creme ou sérum," indica Jardis Volpe, dermatologista (SP). Só não vale dispensar completamente o produto e largar mão da hidratação. "A pele tratada tem menos chance de sofrer o efeito rebote - que ocorre quando a camada natural de óleo e água é retirada em excesso e, para compensar, as glândulas sebáceas produzem ainda mais sebo", diz Volpe.
A franja da moda pode causar o aparecimento de espinhas?
Cabelo sobre a testa é capaz de aumentar a incidência de acne nesta região, sim. Isso acontece por dois motivos: os fios agem como uma espécie de "ponte", levando óleo do couro cabeludo até a pele, e também porque impedem a respiração local, aumentando a produção de sebo. Mas isso não é motivo para desistir. Algumas medidas simples podem ajudar: em casa, prenda a franja com um grampinho, deixando a testa livre para respirar, e não descuide da higiene na área, seguindo o passo a passo de limpeza indicado nesta reportagem.
Usar maquiagem é prejudicial?
Depende. As mais pesadas podem obstruir os poros e aumentar a oleosidade. Já um make mais fluido, leve, pode ser uma opção para disfarçar acne e manchas. Uma boa dica é apostar num protetor solar em pó, que disfarça bem as imperfeições e regula o brilho. Mas não esqueça: use sempre um demaquilante no fim do dia, se quiser ficar mesmo livre das danadas.
O que devo fazer para diminuir os poros?
Primeiro, esqueça a idéia de que eles aumentam ou diminuem! "Isso não existe", diz Maria Mercedes Granja, dermatologista (SP). Ela explica que o tamanho desses orifícios faz parte da constituição biológica de cada pessoa, e a pele oleosa costuma tê-los mais abertos. "Um peeling leve, como o de ácido retinóico, pode ajudar. Ele diminui a espessura da pele e os poros ficam mais 'rasos'. Visualmente, parecem menores", diz a médica. Jardis Volpe indica o Gênesis, um laser que melhora o nível de gordura da pele e a sua aparência. "São necessárias entre seis e oito sessões, que podem ser semanais ou quinzenais", diz.
Qual é o caminho da limpeza facial perfeita?
Siga este ritual duas vezes por dia: - Comece com um gel higienizante ou sabonete líquido. Enxágüe bem com água fria ou morna.
- Com um algodão, passe tônico adstringente.
- Finalize com uma hidratação, usando produtos livres de óleo.
Quem tem acne deve seguir uma dieta específica?
Sim. "Alimentos como chocolate e amendoim podem aumentar a produção de sebo em algumas pessoas. Se é o seu caso, reduza ou corte essas opções do cardápio", ensina Maria Mercedes. Douglas Carignani, nutrólogo (SP), recomenda: "Diminua açúcar, fast-food e alimentos com farinha branca. E inclua maçã com casca na dieta. Ela limpa o intestino, e isso refletirá na saúde da pele."
Usar hidratante e filtro solar juntos deixa a pele ainda mais pegajosa?
Não, desde que os dois produtos sejam adequados para o seu tipo. "Quem tem mista, por exemplo, deve apostar em um hidratante oil-free e um filtro em gel-creme. Ambos os veículos são indicados", diz Carla Albuquerque, dermatologista (SP). Vale lembrar que o hidratante deve ser aplicado sempre antes do filtro solar!

Por que ficam "buraquinhos" neste tipo de rosto?
As marcas são cicatrizes deixadas por espinhas mais profundas. Para se livrar delas, é preciso visitar um dermatologista, já que elas não são fáceis de serem eliminadas. O especialista pode recomendar um tratamento com isotretinoína oral, lasers como o Fraxel e o Pearl, ou ainda peelings de ácido retinóico, tricloroacético ou fenol.

Existe alguma fórmula caseira para ajudar na redução do óleo?
Adriana Vilarinho, dermatologista (SP), dá a receita: leve 225 ml de água filtrada ao fogo, até levantar fervura. Junte ½ xíc. (chá) de folhas de sálvia frescas e bem lavadas. Apague a chama, abafe e deixe em infusão por 10 minutos. Coe e espere esfriar. Coloque o líquido em uma garrafa com tampa e guarde na geladeira. Use para higienização ao acordar e antes de dormir.

Se lavo a face mais de duas vezes ao dia, algumas regiões ficam muito secas.
Pára tudo! O costume de passar sabonete em excesso só piora o problema, ressecando algumas áreas e deixando outras ainda mais oleosas. "Limpar a pele de manhã e à noite, sempre com um produto específico, já é o suficiente", avisa Carolina Ferolla, médica dermatologista (SP).

Fonte: Site Corpo a Corpo

4 Colorama - Hippie Chic


Simplesmente linda a cor!!!


1 Elke - Cielo

Adorei os esmaltes Elke! Secam rápido e apesar de ter usado 2 camadas grossas, ele não fez bolinha..


3 Colorama - Militar

Esse foi o escolhido da vez...


 Muito lindo esse tom de verde, adorei!

1 MOHDA - Coleção Praia

Segue foto do kit que recebi da MOHDA com a Coleção Praia... e em seguida os swatches


São 12 cores, sendo 3 foscos e 1 fluorescente (orange)


Rasteirinha

Frente única

Mini saia

 Orange

Shortinho

Tomara que caia

  Balone

 Macaquinho

 Top

Bikini

 Bermuda

 Salto alto

 Linda coleção!!!

Meus preferidos? Macaquinho, Bikini e Bermuda!

O que vcs acharam? Deixem seus comentários!

Página Anterior Próxima Página Home
 

Copyright © 2011 Blue Jeans! Elaborado por Marta Allegretti
Usando Scripts de Mundo Blogger